“Acredito que o [SSEX BBOX] tem trazido perspectivas interessantes para pensarmos diálogos sobre diversidades corporais, de identidades de gênero e sexualidades. Através de muitas colaborações incríveis, e com presenças diversas e inclusive divergentes, foi inovador e instigante em vários sentidos. E nos fez+faz re+pensar criticamente as homogeneidades de determinados espaços e os obstáculos interseccionais que podem persistir. Espero muito que este espaço de discussão e afeto continue!”

Viviane Vergueiro Mestra em Cultura e Sociedade pela UFBA e integrante do CuS, com interesses principais em questões de estudos decoloniais e queer.